Neuville conquista 1ª vitória da Hyundai!
25 Agosto 2014 - José Soares da Costa

O Rali da Alemanha foi palco de inúmeras surpresas e reviravoltas que ditaram um vencedor inesperado: Thierry Neuville, em Hyundai i20 WRC. Sébastien Ogier, Jari-Matti Latvala e Kris Meeke abandonaram quando lideravam a prova, deixando a Hyundai e Neuville com o caminho livre para conquistar a 1ª vitória no WRC. Além deste excelente resultado, a 2ª posição de Dani Sordo deu a 1ª dobradinha da marca coreana.

A etapa germânica do Campeonato do Mundo de Ralis viu Jari-Matti Latvala liderar desde cedo. A maior oposição do piloto finlandês vinha do seu companheiro de equipa, que ao longo da 1º etapa conseguia ser mais rápido do que Latvala. No entanto, uma saída de estrada de Ogier levaria ao abandono do piloto francês neste primeiro dia de prova.

Com esta situação, Kris Meeke ascendeu à 2ª posição, com 35 segundos de diferença relativamente a Latvala. Atrás de Meeke encontrava-se Dani Sordo, a cerca de 5.6 segundos de distância do piloto britânico. Andreas Mikkelsen terminou a 1ª etapa a 3 segundos de Sordo e Thierry Neuville é o 5º classificado. Mikko Hirvonen era então o melhor representante da M-Sport, na 6ª posição.

Na 2ª etapa, Robert Kubica iniciou o dia da melhor forma com uma vitória na 1ª classificativa. Os troços húmidos dificultaram as tarefas dos pilotos e nem o “regressado” Sébastien Ogier escapou incólume. Na 2ª classificativa do dia, Ogier teve uma saída de estrada a cerca de 200 km/h, encerrando definitivamente a sua participação no Rali da Alemanha.

O finlandês Jari-Matti Latvala manteve-se na liderança da prova, dilatando a vantagem relativamente ao Citroen DS3 WRC de Kris Meeke para cerca de 1 minuto. Thierry Neuville ascendeu à 3ª posição, por troca com o seu companheiro de equipa Dani Sordo e o norueguês Andreas Mikkelsen. O 6º classificado Elfyn Evans, em Ford Fiesta RS WRC, era agora o melhor representante da M-Sport.

Na derradeira etapa do rali, nova surpresa nas hostes da Volkswagen: Jari-Matti Latvala abandonou logo no 1º troço do dia. Kris Meeke, 2º classificado até então, também não teve a sorte do seu lado, tendo batido num muro e abandonado a prova. Com estes desaires, Thierry Neuville ascendeu à liderança da prova germânica. Mantendo a cabeça fria até ao final da prova, Thierry Neuville e Nicolas Gilsoul alcançaram a 1ª vitória no WRC, dando também o 1º triunfo international à marca coreana.

O espanhol Dani Sordo também esteve em bom plano, alcançando a 2ª posição no final da prova e rubricando a 1ª dobradinha da Hyundai no WRC. No derradeiro lugar do pódio terminou o último Volkswagen presente em prova, entregue a Andreas Mikkelsen. Na 4ª posição quedou-se Elfyn Evans, após uma animada luta com o seu colega de equipa Mikko Hirvonen. Mads Ostberg, 6º classificado na Alemanha, foi o melhor representante da marca do “double chevron”.

No WRC2, Pontus Tidemand foi o vencedor, batendo Ott Tanak no último troço da prova. O madeirense Bernardo Sousa, que chegou a liderar a categoria na 1ª etapa, acabou por abandonar devido a um capotanço na 2ª etapa.