[31 Out 2019]
Ott Tanak é Campeão do Mundo de Ralis!

Partindo para o Rali da Catalunha com tudo por decidir relativamente ao Campeonato de Pilotos, o estónio Ott Tanak “puxou dos galões” para assegurar a conquista do seu primeiro título mundial. Thierry Neuville levou o Hyundai i20 WRC ao triunfo nesta prova marcada pelo piso misto, liderança uma forte ofensiva por parte da marca coreana. Já Sébastien Ogier não teve a sorte do seu lado, sofrendo um problema no Citroen C3 WRC que deitou por terra qualquer hipótese de revalidar do título de Pilotos.

[31 Out 2019]
Lewis Hamilton a um passo do “Hexa”

No Autódromo Hermanos Rodriguez, Lewis Hamilton sagrou-se vencedor após uma exibição sem máculo, que o colocou a uns escassos 4 pontos do “hexa”. A pressão exercida por Sebastian Vettel desde o arranque do Grande Prémio do México não foi suficiente para contrariar o desfecho desta prova. Com Valtteri Bottas a completar o pódio na cidade do México, a atribuição do título foi adiada para o Grande Prémio dos EUA, a disputar em Austin.

[28 Out 2019]
Ricardo Teodósio na rota do título nacional

Ricardo Teodósio e José Teixeira lideram o Campeonato de Portugal de Ralis à entrada para a nona e decisiva prova da temporada, o Rali Casinos do Algarve, a disputar no próximo fim de semana. O piloto algarvio estreia-se ao volante da nova evolução do Skoda Fabia R5.

[18 Out 2019]
Azores Rally confirmado no Europeu!

Em 2020, o Azores Rallye será novamente a prova de abertura do calendário desportivo do Campeonato FIA da Europa de Ralis, competição organizada e promovida pelo Eurosport Events. O Grupo Desportivo Comercial, liderado por Rui Moniz, conseguiu, em conjunto com a imprescindível colaboração do Governo dos Açores e da Federação de Automobilismo e Karting, chegar a acordo com o Eurosport Events e manter a prova açoriana integrada no calendário daquela competição por mais três anos.

[15 Out 2019]
Mercedes conquista “Hexa” em Suzuka!

Num fim de semana marcado pela presença do furacão Hagibis, o Grande Prémio do Japão viu o seu programa significativamente alterado. Partindo da pole position, Sebastian Vettel viu-se suplantado por Valtteri Bottas, autor de um surpreendente arranque. Lewis Hamilton viu-se prejudicado pela estratégia de equipa, terminando a prova nipónica colada aos escapes do 2º classificado, Vettel. Charles Leclerc viu-se envolvido num toque com Max Verstappen, o qual ditou a atribuição de uma penalização de 15 segundos que o atirou para a 6ª posição.