2022

Rampa da Falperra

O italiano Christian Merli (Osella FA30) foi o brilhante dominador da 41ª edição da Altice Rampa Internacional da Falperra, 2ª prova do Europeu e 4ª do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, ao bater, por uma diferença de 6.375 segundos, o checo Petr Trnka (Norma M20 FC), enquanto Pedro Salvador (Silver Car CS) foi o piloto português mais rápido no percurso de 5200 metros, com um acumulado das duas melhores subidas que lhe garantiria o 7º lugar da classificação final absoluta.

Merli, que chegou a Braga como favorito e já líder do Europeu, obteve a 2ª vitória consecutiva no traçado minhoto – 3ª se incluirmos nessa contabilidade o Masters FIA de 2021, embora com a rampa mais curta a nível de extensão – a uma média de 174.8 km/h e rumará, certamente, à conquista do seu 5º título europeu, embora restem ainda mais 7 provas para o fim da época.

Na prova organizada pelo Clube Automóvel do Minho, e que juntou na Falperra um número estimado superior a 100 mil espetadores, José Correia (Norma M20 FC) acabou como piloto português melhor classificado (9º), no que diz respeito à competição do Europeu, mas o mais rápido, em termos absolutos, entre as cores nacionais do Campeonato Portugal de Montanha JC Group – nem todos os pilotos estavam inscritos na prova do Europeu – foi Pedro Salvador (Silver Car SC). Neste regresso esporádico à montanha e a uma prova que venceu, a nível absoluto, em 2016, Salvador esteve irrepreensível, para bater Hélder Silva (Osella PA 2000), por uma margem significativa: 10.487 segundos. O bem conhecido Carlos Vieira assegurou o último lugar do pódio com o Nova 03 GSXR 1000 alugado à equipa do francês Sebastien Petit.

DIREITA3 acompanhou os melhores momentos do Rampa da Falperra, trazendo até aos seus leitores alguns dos melhores registos fotográficos deste evento.

Azores Rallye

Efren Llarena foi o vencedor do 56º Azores Rallye, prova integrante dos campeonatos europeu, português e açoriano da modalidade que teve lugar na ilha de São Miguel. O piloto espanhol com um Skoda Fabia Rally2 Evo do Team MRF Tyres, terceiro no final da primeira etapa, subiu um lugar no arranque do segundo dia e ultrapassou mesmo sobre a meta, por 2.6s, Ricardo Moura.

O herói local, também num Skoda Fabia Rally2 Evo, esteve no comando desde a primeira classificativa disputada, a segunda do programa, e, mais rápido em três provas especiais, chegou a ter um avanço de 14.7 segundos sobre os seus perseguidores. No posto mais baixo do pódio, o austríaco Simon Wagner foi durante algum tempo o principal adversário de Moura, mas acabou por não conseguir acompanhar o ritmo dos dois primeiros classificados na segunda etapa.

Quarto classificado, o romeno Simone Tempestini esteve em crescendo e do 11º lugar que ocupou após a primeira classificativa até ao lugar a que chegou a meio do segundo dia e em que terminou. Armindo Araújo arrancou bastante mal para este evento mas melhorou no desenrolar da prova e foi quinto, resultado que lhe permite ser nesta altura o líder do FIA ERC, campeonato em que o vencedor do rali, Llarena, é segundo a três pontos do português.

DIREITA3 acompanhou os principais momentos do Azores Rallye, trazendo até aos seus leitores alguns dos melhores registos fotográficos deste evento.