A década de domínio da Audi
12 Junho 2014 - José Soares da Costa

Após inúmeras vitórias nos ralis e na velocidade, em 1999 a Audi apostou numa modalidade para a qual não tinha qualquer tipo de experiência: a Endurance. Desde a primeira encarnação do Audi R8 que a marca de Ingolstadt conquistou vitória atrás de vitória a nível global. Com o R10, R15 e R18, a marca germânica fomentou a utilização dos motores Diesel e dos sistemas hibridos na competição automóvel. Recorde agora esta epopeia, orquestrada pelas mãos de Reinald Joest e do Dr. Wolfgang Ulrich.

Foi em 1999 que a Audi se estreou nas 24 Horas de Le Mans com dois Sport Protótipos: o Audi R8R, aberto e desenvolvido pelo Audi alemã em parceria com o Team Joest e o Audi R8C, coupé e projectado pelo Audi Team UK/RTN. Com o Audi “britânico” a sofrer diversos problemas e o Audi “alemão” a demonstrar fiabilidade, embora fosse lento, o opção para a próxima temporada estava tomada.

Nas 12 Horas de Sebring de 2000, a Audi estreou da melhor forma possível o  novo Audi R8, aberto. A vitória na dura clássica americana provou a fiabilidade, eficácia e competitividade do conjunto. Nas 24 Horas de Le Mans desse ano, a marca de Ingolstadt alcançou a sua primeira vitória na clássica prova francesa. Esse feito foi consecutivamente repetido até 2002, ano em que a marca reduziu a sua aposta oficial.

Em 2006, a Audi Sport regressou novamente a Le Mans com o novíssimo R10, equipado com um motor V12 turbo-diesel. Tal como se sucedeu em 2000, o novo Sport Protótipo estreou-se com uma vitória nas 12 Horas de Sebring e conquistou novamente a vitória nas 24 Horas de Le Mans. Essa dobradinha foi repetida em 2007 e 2008, ainda com o mesmo projecto.

Em 2009, a Audi estreou o novo R15 TDI mas diversos problemas de fiabilidade levaram a sua derrota nas 24 Horas de Le Mans, perante a forte oposição da francesa Peugeot. O actualizado R15 TDI + foi a resposta de Ingolstadt e com ela a Audi conquistou mais uma vitória em Le Mans, desta feita em 2010.

2011 foi o ano de estreia do Audi R18 TDI e apesar da dificil campanha no circuito de La Sarthe (Allan McNish e Mike Rockenfeller protagonizaram dois violentos acidentes), a marca de Ingolstadt somou mais um triunfo ao seu currículo. Em 2012 e 2013, o R18 continuou na rota dos triunfos, somando vitórias em Sebring, Le Mans e no Campeonato do Mundo de Resistência.

Somando as vitórias obtidas com a equipa oficial e com os projectos privados, a Audi conquistou 12 vitórias nas 24 Horas de Le Mans. Como será escrito o novo capítulo desta rica história de sucesso? Às 14 horas do dia 15 teremos a resposta…