Ferrari 330 P4: Obra de arte?
17 Julho 2014 - José Soares da Costa

O Ferrari 330 P4 é considerado por muitos como uma das viaturas mais bonitas de sempre. As suas linhas curvas, baixas, agressivas e atraentes, tornaram-no num ícone do design automóvel. Criado pelo estilista Piere Drogo, o Ferrari 330 P4 foi criado para bater a armada da Ford , fazendo história em 1967 com uma inédita tripla italiana nas 24 Horas de Daytona.

Contando com o maior bloco V12 da Ferrari, Tipo 241 de 60º com 4 litros de cilindrada e 3 válvulas por cilindro, o 330 P4 contava também com sistema de injecção de combustível desenvolvido pela Lucas. Equipado com um motor central e uma nova caixa de 5 velocidades Tipo 603, o 330 P4 foi desenvolvido a partir do anterior P3, viatura problemática utilizada ao longo da temporada de 1966.

No capítulo desportivo, o Ferrari 330 P4 conquistou um feito notável ao conquistar os 3 lugares do pódio na edição de 1967 das 24 Horas de Daytona. Nos 1000 km de Monza, nova vitória para espectacular viatura italiana. A Ferrari seria no entanto batida pelo potente Ford Mk IV (equipados com motores V8 de 7 litros) nas 24 Horas de Le Mans desse mesmo ano. E nas 6 Horas de Brands Hatch, a escuderia italiana voltaria a repetir o 2º lugar conquistado no circuito de La Sarthe.

Apenas 3 exemplares do 330 P4 foram construidos: chassis nº0856, nº0858 e nº0860. Além destes, um híbrido foi também construído, utilizando para isso um chassis 330 P3 reconvertido para P4 (denominado P3/4, com o chassis nº0846). Apenas um exemplar permanece no seu estado original (0856) tendo os restantes sido reconvertidos para o Grupo 7. Estes exemplares acabariam por ser utilizados no campeonato norte-americano Can-Am, ostentando a designação 350 Can-Am.

No final de 1967, a entrada em vigor dos regulamentos de Grupo 6 (onde se restringia a cilindrada a apenas 3 litros) encerrou a carreira do 330 P4. Dada a sua elevada raridade, o único chassis original deste modelo é considerado um dos carros mais valiosos em todo o mundo. Várias empresas dedicaram-se à criação de réplicas deste modelo, com várias configurações de motores e maior ou menor atenção aos detalhes originais.

Recorde agora um pedaço de história da mítica escuderia italiana através de um vídeo que nos transporta para os anos 60, época onde o a competição automóvel era perigosa e o sexo era seguro…