Filipe Albuquerque vence 4 Horas de Imola
19 Maio 2014 - José Soares da Costa

Filipe Albuquerque conquistou mais um triunfo internacional para as cores portuguesas, ao subir ao lugar mais alto do pódio nas 4 Horas de Imola, 2ª prova da temporada de 2014 da European Le Mans Series. O piloto português partilhou o Zytek-Nissan com Simon Dolan e Harry Tincknell e foi decisivo para a conquista da vitória, beneficiando também de alguma sorte para alcançar este brilhante resultado.

Partindo da pole position graças ao rápido tempo registado por Filipe Albuquerque durante a qualificação, Harry Tincknell efectuou a partida e liderou durante a 1º hora de prova. Após a 1ª paragem nas boxes, Filipe Albuquerque entrou para o volante do Zytek-Nissan da Jota Sport na 2ª hora e recuperou desde a 5ª posição até ao 2º lugar. A estratégia da Jota Sport passava por 3 paragens longas e um curto “splash and dash”.

Quando faltavam 25 minutos para o final da prova, o Morgan-Judd de Christian Klien ultrapassou o Zytek-Nissan de Simon Dolan, rumando para o que seria uma vitória tranquila. No entanto, a 5 minutos do final da prova, o Morgan-Judd de Klien sofria problemas de motor, entregando de novo a liderança à Jota Sport, que conquistava assim a sua 1ª vitória da época. Um resultado motivante para a equipa após um desapontante desempenho em Silverstone, onde abandonaram devido a um grave acidente.

Na 2ª posição terminou o ORECA-Nissan da Sebastien Loeb Racing, partilhado por Vincent Capillaire e Jan Charouz. No último lugar do pódio ficou o Signatech Alpine de Paul-Loup Chatin, Nelson Panciatici e Oliver Webb. Christian Klien ainda tentou trazer o Morgan-Judd até ao final da prova, mas este viria a abandonar definitivamente pouco tempo depois, numa altura em que se encontrava na 4ª posição.

Entre os GT, a Ferrari dominou a prova a seu belo prazer, conquistando a vitória nas classes GTE e GTC. Na primeira categoria, Andrea Bertolini, Viktor Shaitar e Sergey Zlobin conquistaram a vitória após um intenso duelo nos derradeiros instantes da prova com Thomas Kemenater e Matteo Cresson, no Ferrari 458 Italia GTE da Kessel Racing. Nos GTC, o Ferrari 458 Italia GT3 da Formula Racing, partilhado por Johnny Laursen, Mikkel Mac e Andrea Piccini, alcançou o triunfo e bateu os dois Ferrari 458 Italia GT3 da SMP Racing.