Hamilton vence GP e Bianchi luta pela vida
6 Outubro 2014 - José Soares da Costa

O britânico Lewis Hamilton venceu o Grande Prémio do Japão. No entanto, todos os resultados desportivos passaram para 2º plano após o grave acidente de Jules Bianchi. O piloto francês teve uma saída de pista na curva Dunlop e embateu com violência numa grua que recolhia o monolugar de Adrian Sutil. Bianchi encontra-se gravemente ferido e foi sujeito a uma intervenção cirúrgica.

Com a previsão de um tufão para o traçado de Suzuka e apesar dos inúmeros apelos para a prova fosse realizada mais cedo do que o previsto, o Grande Prémio do Japão tinha todos os condimentos para repetir o cenário “torrencial” vivido em 2007, no circuito de Fuji. Nico Rosberg partiu da pole position e apesar da forte chuva que se sentia na fase inicial da prova, conseguiu manter Lewis Hamilton atrás de si.

No entanto, numa altura em que o asfalto encontrava-se com menor quantidade de água, a montagem dos pneus intermédios mostrava-se obrigatória. Com isso, Rosberg começou a perder ritmo relativamente a Hamilton e acabaria por ser ultrapassado pelo piloto britânico na Curva 1, na 29ª volta. Até ao final da prova, Hamilton não seria mais incomodado por qualquer um dos seus adversários em pista.

Atrás dos dois pilotos da Mercedes encontravam-se os dois Red Bull. Tendo apostado numa afinação para chuva durante a qualificação, os dois pilotos da formação de Milton Keyes conseguiram em Suzuka um resultado bastante positivo. Sebastian Vettel terminou a prova no lugar mais baixo do pódio, imediatamente à frente do seu colega de equipa Daniel Ricciardo.

Jenson Button, Valtteri Bottas, Felipe Massa, Nico Hulkenberg, Jean-Éric Vergne e Sérgio Pérez completaram o lote de pilotos pontuáveis no Grande Prémio do Japão. A prova nipónica ficaria no entanto marcado pelo dramático acidente de Jules Bianchi. Na 43ª volta, numa altura em que a chuva voltava a intensificar-se em Suzuka, o alemão Adrian Sutil teve uma saída de pista na curva Dunlop.

O veículo de apoio foi imediatamente chamado para retirar o Sauber da escapatória, sendo apresentadas duplas bandeiras amarelas naquele local. Pouco tempo depois, Jules Bianchi aproxima-se dessa mesma curva a cerca de 200 km/h. Tal como Sutil, Bianchi sofreu aquaplanning naquele ponto da pista e saiu de pista, acabando por embater, a alta velocidade, na secção traseira da grua que se encontrava nesse local.

O piloto francês ficou inconsciente, tendo sido transportado de ambulância para o Hospital Universitário de Mie, onde foram diagnosticadas  graves lesões na cabeça. Bianchi foi sujeito a uma intervenção cirúrgica de emergência, encontrando-se actualmente nos Cuidados Intensivos, onde respira com a ajuda de um ventilador.

Após o acidente de Jules Bianchi, o Safety Car foi chamado a intervir em pista. No entanto, com o conhecimento da gravidade do estado de saúde do piloto francês, a corrida foi imediatamente interrompida com bandeiras vermelhas.