Jari-Matti Latvala vence Rally de França
6 Outubro 2014 - José Soares da Costa

Com a conquista da vitória no Rally de França, Jari-Matti Latvala adiou a decisão do título de Pilotos. Numa prova onde Sébastien Ogier teve problemas com o Volkswagen Polo R WRC, o piloto finlandês aproveitou a ocasião e bateu o seu colega de equipa Andreas Mikkelsen. Kris Meeke, em Citroen DS3 WRC, foi o melhor não-Volkswagen presente em prova, conquistado o derradeiro lugar do pódio.

Apostando todas as fichas na prova francesa, Jari-Matti Latvala cedo alcançou a liderança na 1ª etapa. No entanto, Andreas Mikkelsen mostrava-se um osso duro de roer, trocando de posição com o piloto finlandês em diversas ocasiões. Durante a tarde da 1º dia de prova, Latvala acabaria por dilatar a vantagem relativamente a Mikkelsen para 8.2 segundos.

Enquanto isso, Sébastien Ogier via-se a braços com problemas na caixa de velocidades do VW Polo que o fizeram perder 5 minutos. Uma penalização “suplementar” de 4 minutos deitava por terra qualquer ambição de um bom resultado em França. Na 3ª posição encontrava-se Kris Meeke, com um excelente desempenho ao volante do Citroen DS3 WRC, mas sem ritmo para acompanhar os dois pilotos à sua frente.

Na 2ª etapa, Jari-Matti Latvala voltou a entrar ao ataque, vencendo as 3 primeiras classificativas da manhã e mais 2 classificativas à tarde. Com isto, a distância para Mikkelsen aumentava para 28 segundos e só uma situação excepcional poderia roubar a vitória ao piloto finlandês. Na 3ª posição, Meeke via a sua desvantagem relativamente aos demais pilotos aumentar para 25.7 segundos. Esta etapa ficaria ainda marcada por um acidente insólito, o capotamento da viatura 0 que obrigaria à interrupção do troço.

No derradeiro dia de prova, Latvala evitou a todo o custo o desaire vivido no Rali da Alemanha. Para tal, efectuou os 4 troços com a segurança necessária para carimbar mais uma vitória no Campeonato do Mundo de Ralis. Com duas provas por cumprir até ao encerramento da temporada e 27 pontos a separarem Latvala da 1ª posição no Campeonato de Pilotos, está tudo ainda em aberto!

Sem hipótese de contrariar o desfecho da prova francesa, Andreas Mikkelsen geriu o seu ritmo no último dia de prova e entregou à Volkswagen mais uma dobradinha no WRC. Atrás de si, Kris Meeke e o seu Citroen DS3 WRC estiveram irrepreensíveis, confirmando um justo 3º lugar no Rali de França.

Dani Sordo, na 4ª posição, foi o melhor representante da Hyundai. Um interessante duelo entre o piloto espanhol e Robert Kubica (Ford Fiesta RS WRC) ao longo de toda a prova, acabaria por resultar numa saída de estrada do piloto polaco, já na última etapa. Desta forma, o melhor representante da M-Sport acabaria por ser Mikko Hirvonen, na 5ª posição.

No WRC2, Bernando Sousa foi 2º classificado, tendo sido batido por Gilbert Quentin. O jovem madeirense teve um desempenho notável ao longo da prova francesa, estando constantamente entre o lote de pilotos mais rápidos em prova.