Lewis Hamilton vence GP de Itália
8 Setembro 2014 - José Soares da Costa

O britânico Lewis Hamilton regressou às vitórias em Monza, batendo o seu colega de equipa Nico Rosberg. Mesmo com problemas técnicos no arranque, Hamilton deu tudo por tudo e logrou alcançar um vitória que o relança na luta pelo título de pilotos. Felipe Massa e o seu Williams terminaram atrás dos dois Mercedes, completando um pódio dominado pelos motores germânicos.

Tendo alcançado a sua última vitória no Grande Prémio de Inglaterra deste ano, Lewis Hamilton necessitava de uma vitória para reduzir a desvantagem pontual relativamente a Nico Rosberg no Campeonato de Pilotos. Partindo da pole position, apenas um problema técnico poderia incomodar o favoritismo de Hamilton…e foi isso mesmo que se sucedeu.

Um problema técnico no Mercedes W05 de Lewis Hamilton, durante o arranque do Grande Prémio, fê-lo perder posições, atirando-o para a 4ª posição. No entanto, o piloto britânico não se deu por vencido e rapidamente ultrapassou o Mclaren de Kevin Magnussen e o Williams de Felipe Massa. À sua frente encontrava-se agora Nico Rosberg, na liderança da prova.

Com um andamento mais rápido do que o seu colega de equipa, Hamilton diminuiu a diferença entre os dois Mercedes para apenas 1 segundo. Aproveitando as paragens nas boxes, Nico Rosberg voltou a dilatar a diferença para 3 segundos mas Hamilton voltava ao ataque, aproximando-se rapidamente do piloto alemão.

Numa altura em que apenas 6 décimas de segundo separavam os dois pilotos da Mercedes, Nico Rosberg falhou a travagem para a 1ª chicane. A pressão de Hamilton resultava e com esta situação, o piloto britânico ascendia à liderança da prova. Demonstrando o seu potencial em Monza, Hamilton terminou o Grande Prémio com 3 segundos de diferença relativamente a Nico Rosberg, o 2º classificado.

No derradeiro lugar do pódio ficou Felipe Massa, sem argumentos para contestar a superioridade dos Mercedes W05. No entanto, a escuderia de Groove apresentava em Monza o 2º monolugar mais rápido da grelha, corroborando tal facto com a 4ª posição alcançada por Valtteri Bottas. Tal como Hamilton, Bottas fez um mau arranque mas a competitividade do seu Williams permitiu-lhe recuperar diversas posições ao longo do Grande Prémio.

Daniel Ricciardo foi o 5º classificado, batendo o seu colega de equipa Sebastian Vettel. O piloto australiano beneficiou de uma paragem tardia nas boxes para montar um jogo de pneus frescos, ultrapassando Vettel na derradeira fase do Grande Prémio. Atrás de Vettel, Kevin Magnussen, Sérgio Pérez, Jenson Button e Kimi Raikkonen protagonizaram uma emocionante luta.

Enquanto Magnussen acabaria por terminar na 10ª posição, devido a uma penalização atribuída por uma manobra dividida com Valtteri Bottas (o finlandês foi obrigado a sair de pista), Pérez, Button e Raikkonen terminaram na 7ª,8ª e 9ª posição respectivamente.

No Campeonato de Pilotos, Nico Rosberg lidera com 238 pontos. Lewis Hamilton é o 2º classificado com 216 pontos e Daniel Ricciardo é o 3º classificado, com 166 pontos. Relativamente ao Campeonato de Construtores, a Mercedes lidera com 454 pontos, a Red Bull é a 2ª classificada com 272 pontos e o 3º lugar é ocupado pela Williams, com 177 pontos.