Lopez e Huff repartem vitórias em Macau
17 Novembro 2014 - José Soares da Costa

http://www.youtube.com/watch?v=9NvEFVRw4oY

Na última visita do WTCC a Macau, José Maria López e Robert Huff estiveram no topo de todas as atenções com as vitórias alcançadas ao longo do fim de semana. Para os adeptos portugueses, foi uma viagem do Céu ao Inferno: na última volta da 2ª corrida, Tiago Monteiro perdeu uma vitória certa, graças a um problema mecânico no seu Honda Civic. Um desfecho inglório para uma temporada onde foi por diversas vezes o melhor não-Citroen presente na grelha.

Na 1ª corrida do fim de semana, o argentino José Maria López arrancou da pole position e partiu rumo a uma vitória confortável. Sem que Norbert Michelisz tivesse argumentos para contrariar a liderança do Citroen C-Elysée, López terminou a prova com 2.7 segundos de vantagem sobre o piloto húngaro. Michelisz teve mesmo que controlar o andamento de Gabriele Tarquini e Tiago Monteiro, seguidos bem de perto pelos Citroen de Yvan Muller e Sébastien Loeb.

O momento desta corrida deu-se à 8ª volta, quando Henry Kwong colidou com o Honda Civic de Mehdi Bennani na entrada da recta da meta. O impacto do piloto marroquino nas barreiras foi bastante violento e os danos provocados na viatura nipónica impediram a sua participação na última corrida da temporada.

http://www.youtube.com/watch?v=59hAWqJKABs

A luta pela vitória na 2ª prova do fim de semana foi bem mais animada, com Tiago Monteiro a surpreender  Tom Chilton, Hugo Valente e Robert Huff no arranque da prova. O piloto português saltou para a liderança e ai permaneceu até à última volta do fim de semana. Mesmo com a entrada do safety car à 8ª volta, devido à saída de estrada de Ma Qing Hua na Curva dos Pescadores, Tiago Monteiro manteve a liderança da prova após o recomeço da prova.

No entanto, na última volta o azar bateu à porta do piloto português: um problema na direcção assistida do Honda Civic roubou o triunfo certo do piloto português. Quem aproveitou este desaire foi Robert Huff, que seguia no encalce de Monteiro. O piloto britânico, especialista do Circuito da Guia, aguentou o Citroen de Yvan Muller ao longo dos derradeiros metros de competição e conquistou a 2ª vitória do ano para as cores da LADA Sport.

Hugo Valente terminou a prova na 3ª posição, após um arranque menos positivo e um erro na abordagem à curva de Lisboa. Aproveitando a entrada do Safety Car, Valente surpreendeu o Honda Civic de Norbert Michelisz no recomeço da prova e subiu ao último lugar do pódio. A prova ainda ficou marcada pelo violento acidente de Gianni Morbidelli, também na Curva dos Pescadores tal como havia acontecido com o chinês Ma Qing Hua.