Muller e Morbidelli repartem vitórias na Hungria
5 Maio 2014 - José Soares da Costa

Apesar do dominio demonstrado em Marrakech e Paul Ricard, Gianni Morbidelli contrariou as expectativas e inflingiu a primeira derrota da Citroen em 2014. No entanto, Yvan Muller defendeu a honra da marca francesa no sinuoso traçado de Hungaroring, dominando a seu belo prazer a 1ª corrida desta jornada.

Yvan Muller partiu da pole position para a 5ª ronda do WTCC 2014, liderando a prova de fio a pavio. O seu companheiro de equipa, José Maria Lopez, seguiu o seu colega francês e deu à marca francesa mais uma dobradinha em 2014. No último lugar do pódio terminou Tiago Monteiro, cujo Honda Civic apresentou um melhor ritmo na Hungria. O melhor arranque do piloto português seria também fundamental, colocando-se desde o inicio atrás dos dois C-Elysée oficiais. Atrás de Monteiro terminou o 2º Honda oficial, pilotado por Gabriele Tarquini.

A 2ª corrida do fim de semana seria marcada pela primeira derrota da Citroen em 2014. Gianni Morbidelli suplantou Hugo Valente (que partia da pole position) logo no arranque e seria apenas acossado por Tiago Monteiro ao longo de toda a prova. O piloto português, que havia partido da 7ª posição, fez um excelente arranque e subiu até à 2ª posição. No entanto, a potência do motor continua a ser o calcanhar de Aquiles do Honda Civic, tendo impedido uma nova vitória da marca japonesa no WTCC. O Chevrolet Cruze de Hugo Valente encerrou o pódio desta prova.

Nas contas do campeonato, José Maria Lopez permanece na liderança com 115 pontos. Yvan Muller, Sébastien Loeb e Tiago Monteiro são os 2º, 3º e 4º classificados respectivamente, com 105, 84 e 65 pontos. No Campeonato de Construtores, a Citroen lidera com 271 pontos, mais 99 pontos que a sua rival Honda. 159 pontos de diferença separam ainda a marca francesa da sua rival LADA, na 3ª posição.