“Pechito” López conquista título em Suzuka
27 Outubro 2014 - José Soares da Costa

http://www.youtube.com/watch?v=lcMdV0-PGsk

Pela primeira vez desde Juan Manuel Fangio em 1957, um piloto argentino conquistou o título de um campeonato mundial organizado pela FIA. José Maria López estreou-se da melhor forma no WTCC, garantindo também o seu lugar na história deste campeonato.  Gabriele Tarquini deu a 1ª vitória do ano à equipa oficial da Honda, num fim de semana em que Tiago Monteiro não foi particularmente feliz.

José Maria López carimbou o título na 1ª corrida do fim semana, onde conquistou a sua 9ª vitória da temporada e igualou o feito de Yvan Muller, em 2012. Efectuando uma boa partida, o piloto argentino conseguiu conter o andamento do seu companheiro de equipa Yvan Muller nos instantes iniciais da prova. Um furo no Citroen do piloto francês na 5ª volta encerrou definitivamente as contas do título.

Com os problemas do piloto francês, a luta pelo pódio ficou entregue a Tom Chilton, Hugo Valente e Sébastien Loeb. Valente acabaria por sair perdedor deste confronto, deixando a 2ª e 3ª posição entregues a Chilton e Loeb respectivamente. Tiago Monteiro não teve a sorte do seu lado em Suzuka, tendo partido apenas da 11ª posição. Após duas ultrapassagens, o português terminou a prova na 9ª posição, colado a Dusan Borkovic.

http://www.youtube.com/watch?v=s4f1uwIaeGU

Na 2ª prova do fim de semana, Gabriele Tarquini partiu da pole position rumo a uma vitória sem contestação, a 1ª da equipa oficial da Honda em 2014. O esperado ataque dos Citroen C-Elysée oficiais não se fez sentir e o piloto italiano liderou a prova de fio a pavio. O sérvio Dusan Borkovic levou o Chevrolet Cruze à 2ª posição e Norbert Michelisz encerrou o pódio desta prova.

Em contraste com a brilhante exibição do seu companheiro de equipa, o piloto português Tiago Monteiro terminou novamente na 9ª posição. Um resultado aquém do esperado, mas que mesmo assim permite a manutenção da 4ª posição no campeonato de Pilotos, sendo o melhor entre os pilotos não-Citroen.

Entre os concorrentes da classe TC2, Franz Engstler venceu a 1ª prova do fim de semana e esteve perto de confirmar o triunfo na 2ª corrida. No entanto, o abandono do piloto alemão na 2ª prova acabou por entregar o triunfo a John Filippi, em Seat Leon.