PRMiniracing com arranque positivo
3 Maio 2014 - José Soares da Costa

Teve lugar no passado Domingo em Guimarães a 1ª prova do Campeonato de Portugal de Montanha 2014. Com as condições atmosféricas a ajudarem, estiveram reúnidas as condições para que o muito público entusiasta comparecesse em força. Tal como se previa, surgiram novos carros e pilotos proporcionando um renovado colorido a este popular Campeonato, fazendo ainda com que a competitividade tenha sido incrementada, não só no que respeita à discussão nas diversas Categorias, mas também no que toca à discussão da Classificação final Absoluta.

Tal como divulgado, Paulo Ramalho regressou este ano ao “antigo” Juno SSE, com o intuito de marcar presença nesta prova inaugural e na maior parte das provas do calendário. Devido aos tratamentos de saúde a que está a ser submetido, a condição física ainda não é a ideal e como tal o resultado foi colocado na teoria em “segundo plano”. Independentemente desta condicionante, o piloto mais velho da equipa demonstrou que mesmo no protótipo menos rápido da equipa fez o melhor que estava ao seu alcance, sentando-se num carro que já não utilizava desde 2011.

Sem oportunidade para o testar antecipadamente, Paulo reencontrou o antigo Juno de plena saúde, queixando-se apenas da direcção pesada devido a uma geometria de suspensão agressiva (a corrigir para as próximas provas) que o obrigou a fazer um esforço físico suplementar, o que não abonou à sua condição física, da menor eficiência de travagem comparativamente ao Juno CN09 e à dificuldade de inserir a frente em algumas curvas do traçado.

Independentemente dos factores anteriormente referidos, Paulo no final das duas sessões de treinos ocupava a 2ª posição, tirando partido do seu conhecimento do traçado. Com o decorrer das três subidas de prova, o piloto não teve os argumentos necessários para acompanhar as melhorias de tempos protagonizadas pelos seus adversários, onde se incluía o seu próprio irmão Rui. Paulo terminou num honroso 5º lugar da Categoria 2 (protótipos) e 6º lugar da Geral, demonstrando toda a sua força de vontade em ultrapassar obstáculos, sejam eles de que índole forem. A sua melhor subida de prova: 1m32,276s.

Rui Ramalho, que este ano fará as honras da equipa PRMINIRACING utilizando para o efeito o Juno CN09, após nos dois anos anteriores ter participado esporadicamente em algumas rampas ao volante do Juno SSE. Depois de o ter testado em circuito durante o defeso e sem termo de comparação, Rui salientou logo após o final da 1ª subida de treinos a maior rapidez do mais recente protótipo inglês e a comodidade na utilização das patilhas atrás do volante para passagem das relações da caixa de velocidades, ainda para mais num traçado tão sinuoso e exíguo como este.

Rui precisou das subidas de treinos e das 2 primeiras subidas de prova para se adaptar ao “novo” Juno, que difere bastante ao nível das relações de caixa e travões do anterior Juno, sendo os seus limites mais elevados. Estes factos fizeram com que o piloto cometesse algumas imprecisões de pilotagem, fazendo-o perder alguns segundos para os seus adversários, se bem que mesmo assim, não tenha andado muito longe da discussão por um lugar no pódio, ficando a escassas 8 décimas de segundo da 3ª posição e a 2,336 segundos do 1º lugar absoluto.

O 4º lugar alcançado na Categoria 2 (protótipos) e 4º lugar da Geral souberam a pouco, ficando claro que o piloto possui argumentos e condições para evoluir nas próximas provas e imiscuir-se na discussão pelas primeiras posições. A sua melhor subida de prova: 1m30,256s.