Sebastien Ogier rubrica nova vitória no WRC
30 Junho 2014 - José Soares da Costa

O campeão francês Sebastien Ogier venceu o Rali da Polónia, carimbando o seu 5º triunfo da temporada. Andreas Mikkelsen foi a principal oposição do piloto francês, tendo terminado na 2ª posição. Já Thierry Neuville demonstrou o bom momento da Hyundai ao conquistar o 3º lugar. A prova polaca ficou ainda marcada pela anulação de alguns troços, devido à forte afluência do público e condições precárias do terreno.

O Rali da Polónia partiu para a estrada na passada quinta feira e Sebastien Ogier marcou logo o ritmo, liderando a prova desde o seu inicio. No entanto Andreas Mikkelsen andou sempre por perto, terminando o dia a apenas 2.5 segundos de distância do seu companheiro de equipa na Volkswagen. O Citroen DS3 WRC de Kris Meeke era a oposição mais próxima aos dois pilotos da frente, distando cerca de 7 segundos.

Ao longo da etapa seguinte, Andreas Mikkelsen permaneceu na luta pela liderança com Sebastien Ogier, diminuindo a diferença para apenas 0.9 segundos. Atrás dos dois pilotos da VW seguia o Citroen DS3 WRC de Mast Ostberg. Dois troços acabaram por ser anulados (Kapciamiestis e Margionys), por presença excessiva de público e também pelo mau estado das classificativas.

Nas derradeiras etapas do rali, Sebastien Ogier confirmou o triunfo na Polónia ao beneficiar de problemas de travões no Volkswagen Polo R WRC de Andreas Mikkelsen.  O campeão francês venceu ainda o Power Stage, conquistando 3 pontos que o colocam ainda mais no topo do Campeonato de Pilotos deste ano. Quanto a Mikkelsen, teve uma das suas melhores exibições do ano, terminando o rali na 2ª posição.

Thierry Neuville foi o melhor não-Volkswagen, batendo a armada da Ford e da Citroen.O piloto belga protagonizou um duelo com Juho Hanninen, mas problemas na direcção do Hyundai i20 do piloto finlandês levaram a que perdesse a 3ª posição para Neuville ao longo da 2ª etapa. Mikko Hirvonen superiorizou-se no seio da M-Sport, ao conquistar a 4ª posição, enquanto Kris Meeke salvou a “honra do convento” da Citroen, com a 7ª posição no final deste rali.

Entre as principais desilusões do rali, destaque para o fraco desempenho de Jari-Matti Latvala, prejudicado com um amortecedor partido no seu Volkswagen Polo R WRC. Mads Ostberg também não teve uma prova fácil, capotando e hipotecando um bom resultado na prova polaca. O heroi local, Robert Kubica, também abandonou na 17ª classificativa, devido a mais um acidente.

Relativamente ao WRC2, Ott Tanak bateu a forte concorrência e levou o seu Ford Fiesta R5 ao triunfo. Jari Ketomaa e Yazeed Al Rajhi completaram o pódio na Polónia. A dupla Bernardo Sousa/Hugo Magalhães não teve uma prova fácil, tendo terminando na 5ª posição da categoria.