Tony Steward envolvido em confronto trágico
10 Agosto 2014 - José Soares da Costa

Tal como é hábito nos Estados Unidos da América, são vários os pilotos que militam na NASCAR Sprint Cup Series que participam ao longo do ano noutros campeonatos secundários, competindo directamente com as novas gerações de pilotos. Na passada noite de Sábado, Kevin Ward Jr. era o perfeito exemplo dessa geração, disputando em pista a posição com o veterano Tony Stewart. No entanto, o trágico fim desta luta por posição acabaria por atirar para segundo plano todos os restantes acontecimentos em pista…

As corridas de “Outlaws”, viaturas bastante populares no continente norte-americano, são o primeiro passo de uma carreira que para alguns privilegiados, terminará apenas na NASCAR Sprint Cup Series. Tony Stewart era um dos inscritos de luxo para a corrida do campeonato Lucas Oil Empire Super Sprints disputada no Canandaigua Motorsports Park, localizado em Nova Iorque. Desta forma, o piloto norte-americano iria ganhar algum ritmo para a prova da NASCAR que se iria disputar no dia seguinte, em Watkins Glen. Kevin Ward Jr., um jovem de apenas 20 anos, era outro piloto também inscrito para esse mesmo evento.

Os “Outlaws”, conhecidos pelas altas velocidades e pela enorme competitividade, eram as máquinas ideais para a luta destas duas gerações. Em pista, Tony Stewart e Kevin Ward Jr. lutavam “taco a taco” pela 7ª posição e no calor do momento, o veterano piloto não evitou um toque na viatura de Ward Jr., que assim terminava prematuramente a sua prova. Descontente com a situação, Kevin Ward Jr. saiu furioso da sua viatura e confrontou Tony Stewart em plena pista. Com a pouco luminosidade ao longo do traçado (a prova disputava-se à noite) e o equipamento negro de Ward Jr. a dificultarem a percepção do mesmo, Tony Stewart acabaria por não evitar o seu atropelamento. O desfecho seria fatal para Kevin Ward Jr.

Devido a esta trágica situação, perfeitamente evitável e fruto de uma acção irreflectida em que a adrenalina falou mais alto, todo o programa desportivo dessa noite foi cancelado. Tony Stewart, claramente perturbado pelos acontecimentos em que se viu envolvido, acabaria por ser interrogado pelas autoridades e libertado nessa mesma noite. A cena do acidente foi exaustivamente investigado pela polícia, que até ao momento não instaurou qualquer processo criminal.