Toyota com dobradinha nas 6 Horas de Fuji
13 Outubro 2014 - José Soares da Costa

Em Fuji, a Toyota voltou a reinar entre o pelotão do Campeonato do Mundo de Endurance. Conquistando uma dobradinha no seu circuito, a Toyota encontra-se bem lançada para conquistar os dois títulos. Anthony Davidson e Sebastien Buemi foram a dupla vencedora, tendo batido os seus colegas de equipa Nakajima, Sarrazin e Wurz, bem como o Porsche 919 Hybrid de Bernhard, Webber e Hartley.

Partindo da pole position após uma aguerrida sessão de qualificação, a Toyota tinha tudo a seu favor para conquistar mais uma vitória no FIA WEC. No entanto, a 1ª volta da corrida mostrou que seria necessário contar com a Audi e a Porsche. Nos instantes iniciais das 6 Horas de Fuji, todas as 3 marcas passaram pela liderança! Mas o Toyota nº8 de Davidson e Buemi rapidamente ascendeu à liderança que não mais largou.

Atrás de si, o Porsche 919 pilotado por Mark Webber furou quando ocupava a 2ª posição. Esta situação deixou o caminho aberto para a ascensão do Toyota de Kazuki Nakajima à 2ª posição. As posições do pódio não se alteraram até ao final da prova e com este resultado, Anthony Davison e Sebastien Buemi lideram o Campeonato de Pilotos. A Toyota também teve motivos para sorrir, uma vez que ascendeu à liderança do Campeonato de Construtores.

Ainda na categoria principal, os Audi R18 e-tron quattro foram amplamente batidos em Fuji. Um 5º e 6º lugar são resultados francamente negativos para uma formação como a Joest, habituada aos triunfos. O ritmo e velocidade de ponta dos R18 também deixaram várias dúvidas no ar quanto à sua competitividade nas próximas  provas. Um último destaque nos LMP1 para o pavoroso incêndio do Lotus CLM P1/01 AER, felizmente sem consequências físicas para o piloto, Christophe Bouchut.

Entre os LMP2, Olivier Pla, Roman Rusinov e Julien Canal, em Ligier JS P2 Nissan foram os 1º classificados. O triunfo foi decidido apenas nos derradeiros instantes, devido a um furo do Oreca Nissan da KCMG, que desta forma entregou a liderança da prova.  Nos GTE Pro, Gianmaria Bruni e Toni Vilander levaram o Ferrari 458 Italia ao triunfo e nos GTE Am, Nicki Thiim, David Heinemeier Hansson e Kristian Poulsen foram os vencedores. Pedro Lamy foi o 2º classificado nesta categoria.