Al-Attiyah vence etapa e sofre penalização!
5 Janeiro 2015 - José Soares da Costa

Com a 1ª etapa do Dakar, entre Buenos Aires e Villa Carlos Paz, veio a primeira baixa de relevo do pelotão: Nani Roma ficou parado logo no arranque da etapa, com problemas no MINI All4Racing. Já Nasser Al-Attiyah teve um dia sem percalços, tendo vencido a etapa. No entanto, uma penalização por excesso de velocidade relegou-o para a 7ª posição.

A X-Raid teve um dia de altos e baixos no arranque deste Dakar 2015: Nani Roma, o vencedor da edição do ano passado, viu-se a braços com um problema com a pressão de óleo do seu MINI All4Racing. Obrigado a esperar pelo camião de assistência, Nani Roma tem agora 6 horas de atraso, não tendo desta forma qualquer hipótese de repetir o feito de 2014.

Nasser Al-Attiyah, no MINI All4Racing privado com as cores da Red Bull, foi o vencedor do dia, dominando por completo a concorrência. No entanto, uma penalização de 2 minutos (por excesso de velocidade numa das zonas de velocidade limitada) atirou-o para a 7ª posição, entregando o triunfo na etapa a Orlando Terranova.

Na 2ª posição terminou o espectacular Hummer de Robby Gordon, a 42s do MINI de Terranova. O piloto norte-americano aposta este ano num bom resultado no Dakar, tendo revisto a sua máquina após uma decepcionante prestação em 2014. Na 3ª posição encontra-se Giniel de Villiers, na Toyota Hilux, a apenas 8s de Robby Gordon. No regresso da Peugeot, o seu melhor representante foi Carlos Sainz, na 7ª posição.

Nas motos, Sam Sunderland foi o 1º vencedor de uma etapa do Dakar 2015, batendo a Honda do português Paulo Gonçalves por apenas 5 segundos. Numa etapa onde a velocidade de ponta era o factor diferenciador, o britânico levou a KTM ao triunfo e bateu o favorito Marc Coma, 3º classificado a 1m12s.

Nas cores nacionais, Ruben Faria, em KTM, alcançou a 10ª posição, a 3m2s e Hélder Rodrigues, em Honda, terminou o dia na 12ª posição, a 3m32s. Mario Patrão, em Suzuki, encontra-se actualmente na 57ª posição, a 18m42s do 1º classificado.

Nos quads, Ignacio Casale voltou a ditar o ritmo, batendo o polaco Rafal Sonik por 1m7s. Na 3ª posição encontra-se o uruguaio Sergio Lafuente, a 1m23s. Relativamente aos camiões, Hans Stacey levou a IVECO ao triunfo na etapa, batendo o MAN de Marcel Van Vliet por apenas 35s. Na última posição do pódio ficou Ales Loprais, também em MAN, a 47 segundos da 1ª posição.