[9 Jun 2020]
Rali de Gales cancelado!

O cancelamento da edição de 2020 do Rali de Gales foi formalmente anunciado esta manhã, sendo a baixa mais recente no calendário do Campeonato do Mundo de Ralis. De acordo com a organização galesa, a actual pandemia da COVID-19, as incertezas existentes quanto às viagens internacionais e as restrições impostas aos eventos públicos de larga escala precipitaram esta decisão.

[4 Jun 2020]
FPAK anuncia reinício das competições

Na sequência da publicação da Resolução do Conselho de Ministros 40-A/2020 do passado dia 29 de Maio (em especial o disposto no respetivo Art. 19) e tendo presente o disposto na Orientação 030/2020 (emanada pela DGS na mesma data) e o Plano de Contingência oportunamente circulado, a FPAK vem por este meio comunicar que se encontram agora reunidas condições para se poder preparar e implementar o reinício de todas as competições, excepção feita às competições nos Açores que aguardam parecer favorável do Governo Regional do Arquipélago.

[3 Jun 2020]
Ralis da Finlândia e Nova Zelândia cancelados

O Rali da Finlândia, prova que seria disputada em Agosto, foi oficialmente cancelado pelos organizadores nórdicos. Apesar da situação mundial face à pandemia da COVID-19 ser relativamente positiva, os elevados riscos de saúde e segurança associados a uma prova de cariz internacional são particularmente relevantes para serem desvalorizados. Deste modo, a organização declarou não estarem reunidas as condições necessárias para colocar a prova na estrada.

[29 Mai 2020]
WTCR apresenta calendário revisto

A Eurosport Events revelou o calendário revisto da Taça do Mundo de Carros de Turismo, salvaguardando desta forma a temporada de 2020. Evitando deslocações entre continentes e optimizando o tempo disponível, o WTCR contará com um total de 6 fins de semanas disputados integralmente em solo europeu. Áustria, Alemanha, Espanha, Eslováquia, Itália e Hungria foram os países seleccionados para este calendário.

[29 Mai 2020]
Williams pondera venda de equipa

Os resultados financeiros da Williams em 2019 confirmaram o caminho tortuoso que a equipa britânica tem vindo a cumprir ao longo da última temporada da F1. Acumulando perdas na ordem dos 13 milhões de libras, a Williams Grand Prix Holdings (WGPH) viu as suas receitas diminuírem para um total de 160.2 milhões de libras no final de 2019. A recente pandemia da COVID-19 veio agravar ainda mais esta situação, forçando a venda parcial ou total da equipa de Grove.